Power Metal :: Bandas Desconhecidas XV :: Palantir

palantir banda

Palantír foi minha primeira descoberta de 2018. Em uma “zapeada” pelos vídeos do youtube, acabei caindo no clipe abaixo, “War of the Worlds” e me surpreendi com o som e, principalmente, com o vocalista, que na hora achei que fosse o italiano Morby, da banda Domine.

A semelhança não é só com Morby, pois após escutar o álbum inteiro, o vocalista consegue variar seu vocal a ponto de soar como Fabio Lione ou até mesmo John Cavaliere, vocalista da banda Black Majesty.

O engraçado é que é notável a diferença sonora de bandas de certos países. Palantír vem da Suécia, que tem uma boa quantidade de excelente músicos de Power Metal, como Insania, Lost Horizon, Saint Deamon e Dionysus, entre outras, e a influência e a musicalidade entre as bandas tem algo em comum. Talvez pelo cenário lá ser menor, as bandas acabam se influenciando indiretamente? Talvez.

Mas aqui em Palantír eles conseguiram criar um Power Metal digno do começo dos anos 2000, com um vocal agudo e bastante melódico, alterando entre notas altas, e passagens mais calmas. A própria faixa de abertura, “To Valhalla” mostra bem essa diferença, quando no final da música o vocalista Marcus Olkerud encerra com os últimos versos com bastante serenidade.

O álbum “Lost Between Dimensions” foi lançado em Setembro de 2017, então é bastante recente. A banda em si começou em 2012, mas só agora conseguiram lançar um álbum pela Stormspell Records. Apesar de levar o nome de um objeto do mundo de J. R. R. Tolkien, a banda varia em suas letras, tanto falando de mitologia nórdica, quanto sobre temas mais Sci-Fi, e fantasia no geral.

Confesso que o que me chamou a atenção logo de cara, além da música, foi a arte da capa. Tá aí um negócio que me fez conhecer muitas bandas. Em uma época em que era muito difícil de conhecer bandas novas, catálogos de gravadoras e fotos na internet ajudavam a despertar o interesse em bandas desconhecidas. A capa aqui não é nada de extraordinária, mas a combinação do nome, logo e a arte interessante, juntando com as maravilhas do Youtube em mostrar bandas relacionadas ao que você está escutando, me ajudaram a parar e ouvir o som deles. E fico feliz que tenha sido assim!

Como curiosidade, dos três integrantes da banda, apenas o vocalista participa de outra banda, chamada Starblind. Ainda não parei para conhecê-la, mas só de ver o clipe deles já deu pra sentir que a pegada é parecida, afinal o vocal de Marcus é bastante reconhecível agora.

O ano mal começou e já estou satisfeito pela descoberta. “Lost Between Dimensions” já entrou pra lista do ano, e espero ouvir mais sobre eles no futuro!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s